Rejuvenecimento Facial / Ritidoplastia

A Cirurgia de rejuvenescimento facial é um dos procedimentos mais realizados na atualidade. Os novos conceitos de cirurgia estética da face buscam cada vez mais naturalidade nos resultados.

A cirurgia do rejuvenescimento facial visa a atenuar os efeitos do tempo, da gravidade, do estresse do cotidiano, do dano solar crônico sobre a face, que resultam na queda dos tecidos, rugas profundas, flacidez cutânea, perda dos contornos da face e do pescoço, de maneira lenta e progressiva. Sendo a face nossa identidade, o nosso “cartão de visitas”, o objetivo do rejuvenescimento facial é promover uma melhora global, devolver a suavidade das expressões, restaurar o contorno perdido e a jovialidade da face e do pescoço, sem os estigmas de um procedimento cirúrgico.

A cirurgia, porém, não é capaz de conter o envelhecimento que ocorre normalmente com todos nós ano após ano e, portanto, não dura para sempre. Mesmo assim, um paciente operado sempre terá uma aparência melhor do que se nunca tivesse sido operado. Geralmente, os resultados mais evidentes permanecem por 5 a 10 anos, e o procedimento pode ser repetido outras vezes. A maioria dos pacientes que realizam esta cirurgia tem entre 40 e 60 anos. A cirurgia pode ser realizada com anestesia local e sedação. É comum a associação com outras cirurgias para um melhor resultado estético da face, como a rinoplastia (cirurgia do nariz) e a blefaroplastia (cirurgia das pálpebras). Alem da cirurgia, para conseguirmos um rejuvenescimento satisfatorio, podemos lançar mao de procedimentos complementares para valorizar o resultado da cirurgia: lipoenxertia ( enxerto de gordura ), volumização da face com preenchedores de acido hialur^onico, tratamento das rugas dinamicas com toxina botulinica e tratamento de pele ( skin booster, peelings quimicos ou a laser ).

Informações Complementares

Cicatriz- A cirurgia de face apresenta cicatrizes posicionadas em dobras naturais da pele, geralmente posicionadas na região pré-auricular, retroauricular e dentro do cabelo (região temporal e região frontal).

Anestesia – Nas cirurgias de face as modalidades anestésicas mais utilizadas são a anestesia local e sedação e a anestesia geral.

Cuidados – Troca de curativos, uso de medicamentos como antibióticos e analgésicos, acompanhamento e retornos periódicos.

Pós-operatório – O paciente poderá realizar a maior parte das atividades cotidianas. Edemas (inchaços) e equimoses(roxos) são normais na evolução pós-operatória e tendem a reduzir. Drenagem linfatica geralmente é recomendada para reduzir e mobilizar mais rapidamente os inchaços. O aspecto final da cirurgia geralmente é obtido em um período de 6 meses a 1 ano.